25/08/2022 19:04 | Utilidade Pública

Estado paga parcelas do auxílio emergencial nesta quinta-feira (25)

Mais de 15 mil famílias desabrigadas e desalojadas, inscritas no programa nos meses de junho, julho e agosto, receberam hoje a cota de R$ 500


Ascom Seades

O Estado de Alagoas executou, nesta quinta-feira (25), o pagamento do auxílio-chuvas a 15.781 famílias desabrigadas e desalojadas, inscritas no programa emergencial nos meses de junho, julho e agosto. Para 11.187 dessas famílias, o pagamento no valor de R$ 500 é referente à primeira parcela do benefício; outras 664 estão recebendo a segunda parcela e 3.930 famílias já estão na terceira parcela.


O pagamento liberado totalizou de R$ 7.890.500 com recurso proveniente do Fundo Estadual de Combate e Erradicação da Pobreza (Fecoep) e contemplou famílias nos 58 municípios elencados no Decreto Estadual nº 83.839, de 1º de julho de 2022 e suas alterações. A lista de beneficiários estará disponível no endereço http://www.seades.al.gov.br/.


O auxílio emergencial para as vítimas das chuvas foi criado pelo Governo de Alagoas inicialmente para atender a 4 mil famílias que tiveram que deixar suas casas no final de maio. Com a continuidade dos temporais a situação se agravou e o número de inscritos subiu para 12 mil famílias em julho e cresceu mais ainda em agosto. Hoje, estão cadastradas 26.400 famílias no Sistema de Gestão elaborado pela Secretaria de Estado da Assistência e Desenvolvimento Social (Seades) para este fim. 


A secretária de Estado da Assistência e Desenvolvimento Social, Aline Rodrigues, explicou o grande volume de chuvas que caiu em Alagoas nesse período faz crescer consideravelmente o número de pessoas em situação de emergência - desabrigadas e desalojadas - e os cadastros efetuados pelas  Secretarias Municipais de Assistência Social de acordo com a lista disponibilizada pelas Defesas Civis dos municípios para receber o auxílio. E com isso, o custo do programa cresceu exponencialmente.


"Estamos trabalhando de forma incansável para garantir o pagamento a todas essas famílias dentro do menor tempo possível", disse a secretária, projetando que até novembro próximo, todas as famílias serão contempladas com as quatro parcelas de R$ 500 que compõem o valor total de R$ 2.000 do auxílio-chuvas.


Ela destacou ainda que o processo de pagamento inclui também o cumprimento dos trâmites legais junto à operadora financeira e a conferência das informações no banco de dados do Cadastro Único para Programas Sociais (CadÚnico), o que exige, por parte dos municípios contemplados, a fidedignidade das informações e a correção dos dados, lembrando que os erros ocorrentes impedem a agilidade na criação de contas e a consequente diminuição na efetivação do pagamento.